Apoio Empresarial

• Apoio na constituição de empresas;

• Requerimentos vários;

• Livro de reclamações;

• Preçários para estabelecimentos de restauração e bebidas;

• Serviço de Fotocópias;

• Fornecimento de legislação recente publicada no Diário da Republica;

• Expediente geral;

• Envio regular de legislação, circulares, noticias, editais municipais e outra de interesse para os associados;

• Divulgação de sistemas de incentivos de apoio às empresas e/ou futuros empresários;

Candidaturas e Projetos

• Elaboração e acompanhamento de candidaturas aos sistemas de incentivos do Portugal 2020, PDR2020 e COMPETE 2020;

• Entidade acreditada pelo IEFP (EPAT) para a elaboração de candidaturas para a criação do próprio emprego – PAECPE 

• Apoio no esclarecimento e elaboração de candidaturas ao estatuto PME Excelência e outras;

• Organização de Missões Empresariais;

• Divulgação de Sistemas de Incentivos dos quadros comunitários em vigor.

Formação-Ação

A formação-ação é uma intervenção de formação em contexto organizacional, em que existe um processo de aprendizagem individualizado orientado para a consecução dos objetivos organizacionais.

 

O tempo de formação e de ação surgem sobrepostos e a aprendizagem vai sendo construída através do desenvolvimento das interações orientadas para o saber fazer. Trata-se de uma metodologia que implica a mobilização em alternância das vertentes de formação e de consultoria (on the job) e, como tal, permite atuar a dois níveis:

 

• Ao nível dos formandos: procura desenvolver competências nas diferentes áreas de gestão, dando resposta às necessidades de formação existentes;

• Ao nível das empresas: procura aumentar a produtividade e a capacidade competitiva, e promove a introdução de processos de mudança/ inovação.

 

Dadas as especificidades desta metodologia ficou definido no RECI (alínea j) do n.º 2 do art.º 42.º), que os projetos de formação-ação são enquadrados na tipologia de projetos conjuntos do sistema de incentivos à qualificação e internacionalização das PME.

 

Um projeto conjunto é aquele que é apresentado por uma entidade promotora que desenvolve um programa estruturado de intervenção num conjunto composto por PME e apresenta soluções comuns e coerentes face a problemas ou oportunidades a explorar no quadro das empresas envolvidas.

 

O projeto conjunto de formação-ação deve contribuir para alcançar os seguintes objetivos:

 

• Aumentar as capacidades de gestão das empresas e da qualificação específica dos seus ativos em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e modernização;

• Aumentar as competências de gestão dos empresários, gestores e trabalhadores das empresas através da formação, no sentido de promover a reorganização, a inovação e a mudança nas empresas;

• Promover ações de dinamização e sensibilização para a mudança e intercâmbio de boas práticas (mobilidade e troca de experiências);

• Atender ainda como prioridade a capitalização da formação dirigida aos que não tenham uma qualificação de nível secundário, podendo as competências adquiridas no âmbito da formação-ação serem objeto de processos de reconhecimento, validação e certificação de competências (RVCC), no âmbito das intervenções para o efeito previstas no quadro do Sistema Nacional de Qualificações, designadamente nos termos conjugados do n.º 7 do artigo 9.º e artigo 12.º, ambos do Decreto-Lei n.º 396/2007, de 31 de dezembro, na sua atual redação, e da Portaria n.º 135-A/2013, de 28 de março, na sua atual redação atualmente dinamizadas pela rede de Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP).

 

A AEC dispõe do programa Formação PME no âmbito da Formação Ação

Formação Profissional

Elaboração do catálogo anual de Formação Modular, nas mais diversas áreas, exclusivo para associados;
Desenvolvimento e realização de ações de formação de acordo com as necessidades dos associados;
Elaboração de candidaturas a medidas de apoio ao emprego, designadamente ofertas de emprego e estágios;
Receção e divulgação de ofertas de emprego;
Encaminhamento de desempregados para ofertas de emprego em conformidade com o perfil desejado.

Dinamização Empresarial e Comercial

Realização de colóquios e seminários sobre diversos temas de interesse para o tecido empresarial de Cantanhede;
Realização de ações várias com vista à dinamização do comércio tradicional – Tômbola de Natal, animações de Natal, etc.;
Realização da Feira de Reduções, duas vezes por ano;
Realização da Feira de Velharias e Antiguidades, duas vezes por ano;
Elaboração de projetos de apoio ao empreendedorismo.

GIP

GIP - Gabinete de Inserção Profissional

Ações de apoio à procura ativa de emprego e desenvolvimento da atitude empreendedora;
Captação e divulgação de ofertas de emprego e apoio à colocação;
Divulgação de medidas de apoio ao emprego, formação profissional/ empreendedorismo e orientação a candidatos;
Divulgação de programas comunitários que promovam a mobilidade no emprego e na formação profissional no espaço europeu;
Encaminhamento para ações promotoras do desenvolvimento de competências de empregabilidade e criação do próprio emprego;
Apoio à inscrição online dos candidatos a emprego;
Ações previstas no eixo 1 - Emprego, formação e qualificação do Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social – CLDS;
Informação sobre o conteúdo e abrangência de alguns serviços e apoios em matéria de segurança social;
Outras atividades consideradas necessárias, pelos serviços de emprego, para apoio à inserção profissional dos desempregados.

Empreendedorismo e Criação do Próprio Emprego

Prestamos apoio ao empreendedorismo e à criação do próprio emprego, na conretização/estudo/elaboração da candidatura aos financiamentos através da elaboração o plano de negócios.

Prestamos também consultoria pós criação do projeto também cofinanciada.

1. Apoio à Criação do Próprio Emprego por Beneficiários de Prestações de Desemprego

Pagamento, total ou parcial, do montante global das prestações de desemprego, deduzido das importâncias eventualmente já recebidas

Possibilidade de cumulação com a modalidade de crédito com garantia e bonificação da taxa de juro (linhas MICROINVEST e INVEST+)

2. Linhas de Crédito

Crédito ao investimento, concedido por instituições bancárias, através de 2 linhas de crédito, e beneficia de garantia, no quadro do sistema de garantia mútua, e de bonificação de taxa de juro*.

MICROINVEST

Investimento até 20.000€

Financiamento até 20.000€

INVEST+

Investimento superior a 20.000€ e até 200.000€

Financiamento de 95% com o limite de 100.000€ e 50.000€ por posto de trabalho criado
*Euribor a 30 dias, acrescida de 0,25% com taxa mínima de 1,5% e máxima de 3,5% (o 1.º ano de juros é integralmente bonificado e o 2.º e o 3.º ano são bonificados parcialmente pelo IEFP).
3. Acompanhamento Técnico

Apoio técnico à consolidação do projeto, nos 2 primeiros anos de atividade da empresa.

Acompanhamento do Projeto Aprovado

Consultoria na gestão e operacionalização da actividade.