Apoio Empresarial

• Apoio na constituição de empresas;

• Requerimentos vários;

• Livro de reclamações;

• Preçários para estabelecimentos de restauração e bebidas;

• Serviço de Fotocópias;

• Serviço de Fax;

• Fornecimento de legislação recente publicada no Diário da Republica;

• Expediente geral;

• Envio regular de legislação, circulares, noticias, editais municipais e outra de interesse para os associados;

• Divulgação de sistemas de incentivos de apoio às empresas e/ou futuros empresários;

Candidaturas e Projetos

• Elaboração e acompanhamento de candidaturas aos sistemas de incentivos do Portugal 2020, PDR2020 e COMPETE 2020;

• Entidade acreditada pelo IEFP (EPAT) para a elaboração de candidaturas para a criação do próprio emprego – PAECPE 

• Apoio no esclarecimento e elaboração de candidaturas ao estatuto PME Excelência e outras;

• Organização de Missões Empresariais;

• Divulgação de Sistemas de Incentivos dos quadros comunitários em vigor.

Formação-Ação

A formação-ação é uma intervenção de formação em contexto organizacional, em que existe um processo de aprendizagem individualizado orientado para a consecução dos objetivos organizacionais.

 

O tempo de formação e de ação surgem sobrepostos e a aprendizagem vai sendo construída através do desenvolvimento das interações orientadas para o saber fazer. Trata-se de uma metodologia que implica a mobilização em alternância das vertentes de formação e de consultoria (on the job) e, como tal, permite atuar a dois níveis:

 

• Ao nível dos formandos: procura desenvolver competências nas diferentes áreas de gestão, dando resposta às necessidades de formação existentes;

• Ao nível das empresas: procura aumentar a produtividade e a capacidade competitiva, e promove a introdução de processos de mudança/ inovação.

 

Dadas as especificidades desta metodologia ficou definido no RECI (alínea j) do n.º 2 do art.º 42.º), que os projetos de formação-ação são enquadrados na tipologia de projetos conjuntos do sistema de incentivos à qualificação e internacionalização das PME.

 

Um projeto conjunto é aquele que é apresentado por uma entidade promotora que desenvolve um programa estruturado de intervenção num conjunto composto por PME e apresenta soluções comuns e coerentes face a problemas ou oportunidades a explorar no quadro das empresas envolvidas.

 

O projeto conjunto de formação-ação deve contribuir para alcançar os seguintes objetivos:

 

• Aumentar as capacidades de gestão das empresas e da qualificação específica dos seus ativos em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e modernização;

• Aumentar as competências de gestão dos empresários, gestores e trabalhadores das empresas através da formação, no sentido de promover a reorganização, a inovação e a mudança nas empresas;

• Promover ações de dinamização e sensibilização para a mudança e intercâmbio de boas práticas (mobilidade e troca de experiências);

• Atender ainda como prioridade a capitalização da formação dirigida aos que não tenham uma qualificação de nível secundário, podendo as competências adquiridas no âmbito da formação-ação serem objeto de processos de reconhecimento, validação e certificação de competências (RVCC), no âmbito das intervenções para o efeito previstas no quadro do Sistema Nacional de Qualificações, designadamente nos termos conjugados do n.º 7 do artigo 9.º e artigo 12.º, ambos do Decreto-Lei n.º 396/2007, de 31 de dezembro, na sua atual redação, e da Portaria n.º 135-A/2013, de 28 de março, na sua atual redação atualmente dinamizadas pela rede de Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP).

 

A AEC dispõe do programa Formação PME no âmbito da Formação Ação

Formação Profissional

Elaboração do catálogo anual de Formação Modular, nas mais diversas áreas, exclusivo para associados;
Desenvolvimento e realização de ações de formação de acordo com as necessidades dos associados;
Elaboração de candidaturas a medidas de apoio ao emprego, designadamente ofertas de emprego e estágios;
Receção e divulgação de ofertas de emprego;
Encaminhamento de desempregados para ofertas de emprego em conformidade com o perfil desejado.

Dinamização Empresarial e Comercial

Realização de colóquios e seminários sobre diversos temas de interesse para o tecido empresarial de Cantanhede;
Realização de ações várias com vista à dinamização do comércio tradicional – Tômbola de Natal, animações de Natal, etc.;
Realização da Feira de Reduções, duas vezes por ano;
Realização da Feira de Velharias e Antiguidades, duas vezes por ano;
Elaboração de projetos de apoio ao empreendedorismo.

GIP

GIP - Gabinete de Inserção Profissional

Ações de apoio à procura ativa de emprego e desenvolvimento da atitude empreendedora;
Captação e divulgação de ofertas de emprego e apoio à colocação;
Divulgação de medidas de apoio ao emprego, formação profissional/ empreendedorismo e orientação a candidatos;
Divulgação de programas comunitários que promovam a mobilidade no emprego e na formação profissional no espaço europeu;
Encaminhamento para ações promotoras do desenvolvimento de competências de empregabilidade e criação do próprio emprego;
Apoio à inscrição online dos candidatos a emprego;
Ações previstas no eixo 1 - Emprego, formação e qualificação do Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social – CLDS;
Informação sobre o conteúdo e abrangência de alguns serviços e apoios em matéria de segurança social;
Outras atividades consideradas necessárias, pelos serviços de emprego, para apoio à inserção profissional dos desempregados.